Pixar dá voz à luta contra desigualdade de gênero, em sua nova animação

Home / All  / News  / Pixar dá voz à luta contra desigualdade de gênero, em sua nova animação

Fernanda Andrade
19/02/2019

 

Purl Ball é, assim como sugere o nome, uma bola de tricô rosa que acaba de chegar à B.R.O. Capital, empresa dos seus sonhos. Purl só não contava que a empresa era composta única e exclusivamente por homens brancos, jovens e, que, em um primeiro momento, não foram nem um pouco receptivos com ela. O motivo? Não se enquadrar em um padrão de profissionais com o qual eles estavam acostumados.

Está com a impressão de já ter ouvido uma história como essa, só que na vida real? Infelizmente, é bem provável que você ou alguma amiga já tenham passado por uma situação como essa.

O curta “Purl” foi escrito e idealizado por Kristen Lester, animadora que está nos estúdios Pixar há 7 anos e tem passagens pelo Cartoon Network e pelo Bluesky Studios. A animação tem por intuito abordar a desigualdade de gênero e o machismo no ambiente de trabalho, com os quais diversas mulheres sofrem diariamente.

A analogia feita por Lester, ao retratar Purl se “retricotando” para tornar-se parte do grupo, foi inspirada em sua própria história. Em um vídeo, no qual a diretora conta como foi fazer parte do novo projeto da Pixar, ela relata: “No meu primeiro trabalho eu era a única mulher na sala, e, assim, para fazer a coisa que eu amava, eu meio que me tornei um dos caras”.

Ela ainda relata que, apenas quando entrou na Pixar e começou a trabalhar em uma equipe onde existiam outras mulheres, percebeu o quanto havia deixado parte de sua personalidade enterrada.

Aqui no Brasil o cenário não é muito diferente. Segundo o Ministério do Trabalho, as mulheres representam 44% do total de trabalhadores ativos do país, trabalhando cerca de 3 horas a mais na semana do que os homens. Porém, a discrepância de renda, de acordo com o gênero, é enorme e inversa. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), enquanto homens têm média salarial de R$ 2.012, as mulheres ganham R$ 1.522; 24,3% a menos que eles.

Ao dar abertura para Kristen Lester abordar o assunto, a Pixar torna-se não apenas apoiadora da luta contra a desigualdade de gênero, que prejudica mundialmente tantas mulheres. Com Purl, a Pixar se posiciona e levanta a bandeira da igualdade, assim como diversas outras grandes marcas, com o adendo de atingir e educar, desde cedo, o público infantil frente a assuntos tão importantes quanto esse.

A história de Purl, contada em um pouco mais de 8 minutos, faz parte de um novo projeto da Pixar Animations Studios, o SparksShorts, que tem como intuito lançar uma série de curtas no canal do YouTube da empresa. Confira a seguir a história completa de Purl: